Na torcida 23/08/2012
Estádio Nacional – LaU x Santos

O desfalque santista no 1º jogo da final da Recopa contra a La U veio da bancada. Três ônibus da Torcida Jovem não chegaram ao Estádio Nacional de Santiago por conta de um toró que interditou a estrada entre a Argentina e o Chile.

A galera teve de assistir ao jogo em Mendoza, na Argentina. Os que conseguiram chegar foram impedidos pelos carabineros de estender a faixa da organizada, sob alegação de que estava atrapalhando a visão de outros. Rolou discussão para tentar convencer os policiais, pois não estava na frente de ninguém, mas não houve acordo.

Assim como no Brasil, dentro do estádio chileno não vende breja. O diferente é que, pelo menos no setor de visitante, também não vendem água, refrigerante ou qualquer outro líquido. Só café, o que ajuda com o frio, mas não com a sede.

 

 

 

 

 

 

No final do jogo os santistas ficaram retidos na arquibancada por uma meia hora enquanto os locais deixavam as imediações do estádio. Isso é igual no Brasil. Durante a espera, porém, os banheiros foram trancados, aí já pareceu sacanagem.

 

 

 

 

 

 

A rivalidade futebolística no Chile é levada a sério. Para secar rival La U, o colo-colino da foto acima enfrentou chuva e frio de 5 graus para provocar o inimigo ao estender sua bandeira entre os brasileiros. E levou mulher e filho junto.

Como os ingressos no setor de visitas custaram 40 mil, desembolsou, no mínimo, uns 500 reais na galhofa. O sacrifício ao menos foi reconhecido pelos santistas, que o presentearam com uma camiseta da Torcida Jovem.

Antes da partida, o cenário nas ruas no entorno do estádio lembrou o Brasil, especialmente São Paulo, devido ao trânsito caótico e à presença de flanelinhas. O primeiro problema agravado devido ao temporal e o segundo, bem mais fácil de evitar, pois havia vagas de estacionamento dentro do estádio pelo equivalente a 4 reais.

 

 

 

Leave a Reply

-->